Conteúdo comercial | 18+ | T&C's Aplicáveis

Informe-se sobre Jogo Responsável e proteja-se

As entidades reguladoras de jogo online consideram que é importante difundir algumas boas práticas de Jogo Responsável para evitar o desenvolvimento de adições de jogo. O mercado em Portugal de casinos virtuais e casas de apostas online nunca foi tão pujante e respeitado, por isso mesmo é que importa educar os jogadores para uma série de princípios que garantam o prazer das apostas a dinheiro, ao passo que se evitam situações de descontrolo financeiro ou emocional.

As melhores casas de apostas oferecem hoje mecanismos de promoção do Jogo Responsável que podem ser ativados acedendo à sua conta de jogador ou solicitando a ajuda do Serviço de Apoio ao Cliente (habitualmente disponível via chat, email ou telefone). Estes mecanismos podem incluir, por exemplo, a definição de limites de apostas ou de orçamento total disponível para investir, assim como a programação de alertas de jogo ou do modo de Autoexclusão.

É importante contudo salientar que o Jogo Responsável é uma atitude que deve partir do próprio jogador. Deve ser ele a fazer uma autoavaliação constante sobre quais são as suas motivações para apostar, definir para si próprio limites de apostas e saber quanto dinheiro está disponível para perder, e também saber parar sempre que a impulsividade ou o estado ansioso se substitui ao prazer.

Adote os princípios do Jogo Responsável

O jogo online pode ser muito divertido, mas para as pessoas mais vulneráveis pode também ser altamente viciante. Se quiser garantir que as apostas em deporto ou o jogo em casino vão ser sempre encarados de forma lúdica, há uma série de princípios a que deve prestar atenção e assim assegurar o seu bem-estar quando joga na internet.

  • Considere o jogo online como um passatempo e que serve para se divertir. Não deverá ser encarado como um meio de obtenção de rendimentos nem deverá fazer apostas consistentemente ao longo de muito tempo.
  • Um princípio-chave a reter em mente é: não invista mais dinheiro em jogo online do que aquele que está disposto a perder.
  • Defina para si próprio quais são os seus limites de tempo e investimentos. Respeite os limites diários a que se propôs e nunca ceda à sua impulsividade.
  • O jogo online não serve para obter lucros ou rendimentos, por isso, de igual modo, nunca jogue se o seu intuito for recuperar perdas ou pagar contas e despesas da sua vida pessoal
  • Esteja atento ao seu estado anímico quando joga na internet. Não é boa ideia jogar como escape de situações de ansiedade, depressão, problemas pessoais, porque estará fragilizado e mais facilmente pode desenvolver comportamentos aditivos.
  • O estado de consciência também é importante. Se estiver intoxicado com medicação ou bebidas, se estiver muito afetado psicologicamente ou nos seus níveis de energia, não jogue.

Faça a autoavaliação dos seus hábitos de jogo e decida se precisa de ajuda

Deixamos-lhe em baixo um breve exercício de autoavaliação em que deverá responder honestamente, para si próprio, a 10 questões simples para aferir os seus hábitos de jogo. A resposta positiva a apenas uma das questões poderá indiciar que tem tendência a desenvolver hábitos de adição ao jogo. Se assim o entender, deixamos-lhe também no fim desta secção os contactos gratuitos da linha de apoio a adições do Ministério da Saúde, que funciona de forma gratuita, confidencial e profissional.

  1. Não se consegue divertir a não ser apostando grandes quantias online?
  2. Anda nervoso ao longo do dia ou só consegue descansar quando começa a jogar?
  3. Já lhe aconteceu perder dinheiro que lhe fazia falta em jogo online?
  4. Dá consigo a pensar, muitas vezes ao dia, em jogo online?
  5. O jogo é para si uma forma de pagar dívidas ou de vir um dia a ganhar muito dinheiro?
  6. Já teve de desistir de planos sociais para ficar em casa a jogar online?
  7. O jogo online é, hoje em dia, mais uma necessidade do que um prazer para si?
  8. Sempre que tem problemas pessoais, tenta fazer apostas para relaxar?
  9. Já apostou mais do que devia?
  10. O jogo online é a sua única atividade lúdica?

Sublinhamos que a resposta afirmativa a estas questões não significa necessariamente que tenha comportamentos aditivos, embora o possa indiciar. O importante mesmo é prestar atenção aos sinais preocupantes e ser honesto consigo próprio. Caso deseje ter aconselhamento para adições ao jogo, considere ligar para a Linha Vida através do número: 1414 (chamada gratuita todos os dias úteis entre as 10h e as 18h), ou então contacte este serviço pelo email: 1414@sicad.min-saude.pt.

Como se proteger com a Autoexclusão

A Autoexclusão é um dos mecanismos mais eficazes e disseminados para proteger o jogador no caso de este ultrapassar os limites que se impôs. Vai encontrar a Autoexclusão na grande maioria das casas de jogos online disponíveis para registo em Portugal, e é inclusivamente recomendada pelas entidades reguladoras do setor. Para a ativar só tem de aceder à sua área de jogador ou contactar o Serviço de Apoio ao Cliente da casa de apostas em questão.

De um modo simples, a Autoexclusão permite-lhe definir limites de apostas a partir dos quais se compromete a fazer uma pausa do jogo. Este compromisso só pode ser definido pelo próprio jogador, e tem a vantagem de lhe impor uma pausa do jogo no caso de os seus limites serem ultrapassados e de o seu jogo se tornar impulsivo e descontrolado. Assim que a Autoexclusão entra em ação, poderá ser impedido de voltar a apostar no espaço de vários meses, a menos que contacte o Serviço de Apoio ao Cliente e peça que este bloqueio seja levantado.

As boas práticas do Jogo Responsável dizem que deve fazer uma autorreflexão prévia sobre o montante total que está disponível para perder ou investir numa casa de apostas, e que insira esses valores no mecanismo de Autoexclusão. Este é um dos modos mais eficazes de se proteger a si próprio, mas que não dispensa a análise permanente do seu perfil de jogador e, em último caso, o recurso a profissionais no tratamento de adições de jogo.